5654_crop_galeria
24/06/2016 < voltar

São Paulo pressiona, mas empata sem gols com Sport-PE

Não faltaram oportunidades para marcar, mas o Tricolor não conseguiu sair do empate sem gols com o Sport na noite desta quinta-feira (23), no Morumbi, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro de 2016. Principalmente na segunda etapa, o São Paulo rondou a grande área do adversário, finalizou com perigo, porém, o placar não foi alterado e os pernambucanos arrancaram o ponto na capital paulista.

Com o resultado, o time são-paulino não conseguiu retornar ao G-4 da competição nacional e caiu para o sétimo lugar, com 15 pontos. No próximo domingo (26), às 16h (de Brasília), no Pacaembu, o Tricolor terá o clássico contra o Santos pela frente e tentará retornar ao caminho das vitórias na temporada. O San-São promete ser agitado já que assim como o São Paulo, os santistas também lutam pelas primeiras colocações.

Para encarar os nordestinos, o técnico Edgardo Bauza não pôde contar com Lucas Fernandes, Breno e Wellington (cirurgias de ligamento cruzado), Carlinhos e Hudson (recuperados de lesões musculares, aprimoram a forma física), Wesley (estiramento na coxa direita), Mena (estiramento músculo posterior da coxa direita) e Calleri (suspenso pelo terceiro cartão amarelo). No entanto, apesar das baixas, Patón teve o retorno do meio-campista Thiago Mendes – cumpriu suspensão diante do Flamengo (2 x 2) no último final de semana.

Dessa forma, os paulistas foram escalados com Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Matheus Reis; João Schmidt, Thiago Mendes e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Kelvin e Ytalo. Já os visitantes começaram a partida com Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Gabriel Xavier e Everton Felipe; Diego Souza e Edmílson. Quando a bola rolou, os times erraram muitos passes e não conseguiram criar jogadas de perigo nos instantes iniciais.

Ainda assim, o Tricolor conseguiu chegar ao ataque aos 10 minutos: após toque de Paulo Henrique Ganso, Bruno dominou e cruzou para Ytalo, que cabeceou por cima do gol. Pouco depois, aos 14, o Maestro quase tirou o zero do placar. Rodrigo Caio roubou a bola na esquerda e tocou para Michel Bastos, que cruzou para Ytalo. O atacante dominou e tocou para o camisa 10, que bateu de pé direito por cima do gol!

Mais ofensivo, o São Paulo ainda assustou aos 21, mas o goleiro Magrão impediu que as redes balançassem: Ganso deu passe primoroso para Michel Bastos, que avançou pela esquerda, invadiu a área e bateu de pé esquerdo. O arqueiro rival fez grande defesa! Nos contragolpes, o Sport também conseguiu finalizar e exigiu bastante do goleiro Denis, que fez boas intervenções e recebeu aplausos dos torcedores.

Antes do intervalo, o time são-paulino ainda teve outra boa chance, mas a arbitragem invalidou a jogada aos 42 minutos: Maicon lançou Michel Bastos no ataque. O camisa 7 dominou e bateu por cobertura na saída de Magrão. O lance, no entanto, já estava paralisado, já que o meia-atacante são-paulino estava impedido. Assim, as equipes foram para os vestiários sem que o marcador fosse alterado nos primeiros 45 minutos.

Na volta para a segunda etapa, o confronto começou bastante disputado no meio de campo, mas pouco a pouco as oportunidades surgiram e o São Paulo cresceu de produção. Aos 11, porém, os anfitriões sofreram uma baixa: Kelvin recebeu passe de Ganso, avançou pela esquerda e, na hora de preparar o chute, sentiu lesão na coxa esquerda e caiu no gramado. Imediatamente, o camisa 30 foi atendido e substituído por Centurión.

Com uma postura mais ofensiva em busca da vitória, o Tricolor se mandou para frente e criou boas chances. Aos 16, Michel Bastos disparou uma bomba cruzada de pé esquerdo, pelo lado esquerdo do ataque, e o goleiro do Sport espalmou para escanteio! Dois minutos mais tarde, Thiago Mendes recebeu de Bruno, avançou pela direita e cruzou de pé esquerdo para Ytalo, que cabeceou à direita da meta adversária.

Sem deixar o ritmo cair e atuando de forma intensa, o time são-paulino teve algumas chances com Centurió, que entrou ligado na partida. Na primeira, o argentino arriscou de fora da área e mandou à esquerda do gol de Magrão. Na sequência, aos 21, os mandantes armaram ataque com João Schmidt, que tocou para Centurión. Ele dominou na entrada da área, pelo lado esquerdo e bateu de pé direito. A bola desviou na zaga do Sport e sobrou para o arqueiro. Para dar novas opções no sistema ofensivo, Patón apostou na entrada de Alan Kardec, que herdou o lugar de Ytalo aos 22.

Aos 28, na última tentativa de tentar abrir os espaços na defesa pernambucana, Bauza promoveu a entrada do jovem Luiz Araújo na vaga do volante João Schmidt. O garoto revelado no CFA, em Cotia, até buscas as jogadas na frente e finalizou com perigo, mas os visitantes conseguiram segurar o ímpeto do São Paulo e neutralizaram as investidas: 0 a 0. Com o ponto somado, a equipe são-paulina se manteve na disputa por uma vaga no G-4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>