1989_crop_galeria
29/05/2016 < voltar

Com gol de Ganso, São Paulo vence Palmeiras no Morumbi

Por saopaulofc.net

Com atuação convincente e com diversas oportunidades para construir um placar ainda mais elástico, o Tricolor derrotou o Palmeiras por 1 a 0 neste domingo (29) pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2016. Com gol do Maestro Paulo Henrique Ganso, que usou a cabeça para bater a defesa adversária, o São Paulo venceu o seu primeiro clássico na temporada e ampliou a invencibilidade sobre o rival no Morumbi. Agora, são 23 partidas sem derrotas no Choque-Rei, no Estádio Cícero Pompeu de Toledo: 14 vitórias e nove empates – o último revés foi em 2002.

Com a vitória neste final de semana, o time são-paulino se aproximou dos líderes da competição nacional e assumiu a sexta colocação, agora com sete pontos. Na próxima quarta-feira (1º de junho), em Santa Catarina, o Tricolor visitará o Figueirense com a missão de manter o embalo e entrar no G-4. A segura exibição diante dos palmeirenses neste domingo, com inúmeras chances claras para dar mais tranquilidade ao marcador, mostrou que o São Paulo está cada vez mais firme na temporada para se manter na disputa por títulos!

Para encarar os palmeirenses, o São Paulo teve mais uma vez vários desfalques: Breno (cirurgia no joelho direito), Carlinhos (lesão no posterior da coxa esquerda), Wilder (estiramento no adutor da coxa esquerda), Caramelo (trauma na coxa direita), Michel Bastos (estiramento no posterior da coxa direita), Hudson (estiramento no adutor da coxa esquerda), Lyanco (gripe) e Calleri (desconforto muscular). Além deles, o jovem zagueiro Rodrigo Caio e o lateral-esquerdo Mena defenderão o Brasil e o Chile, respectivamente, na Copa América Centenário, que será disputada entre 3 e 26 de junho, nos EUA.

Dessa forma, com as voltas de Ganso e Lugano – que seguiram a programação da comissão técnica e não enfrentaram o Coritiba (1 x 1) na última quarta-feira (25), no Estádio Couto Pereira -, o técnico Edgardo Bauza escalou o time com Denis; Bruno, Maicon, Lugano e Matheus Reis; Thiago Mendes, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Kelvin, Centurión e Alan Kardec. Já o adversário começou a partida com Fernando Prass; Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Jean e Dudu; Roger Guedes, Alecsandro e Gabriel Jesus.

Quando o juiz apitou para o início do confronto, o Tricolor tratou de trabalhar a bola com calma pelo meio de campo, mas não encontrava espaços entre os defensores do rival, que foi mais agudo nos instantes iniciais e criou situações de perigo. Os visitantes dificultaram a vida dos anfitriões no começo do duelo e tiveram oportunidades para abrir o placar, obrigando o goleiro Denis a fazer boas intervenções. No entanto, justamente quando era superior, os palmeirenses foram surpreendidos e sofreram o gol são-paulino.

Aos 11 minutos, na primeira chegada com perigo dos mandantes, em rápido contragolpe, Kelvin tabelou com Thiago Mendes, abriu na direita, e Bruno fez o cruzamento. Thiago Martins deixou a bola passar, e Ganso completou de cabeça! 1 a 0 em lance de oportunismo do Maestro, que testou com categoria para inaugurar o marcador no Estádio Cícero Pompeu de Toledo! Foi o primeiro tento do camisa 10 no Choque-Rei, que já tinha deixado a sua marca diante de Corinthians (Majestoso) e Santos (San-São).

Após largar na frente no marcador, o São Paulo conseguiu tranquilizar o clássico e administrar mais a posse de bola. Depois de sofrer o gol, o Palmeiras não conseguiu construir mais nenhuma jogada de ataque que assustasse Denis. O Tricolor acertou a marcação e soube conter o ímpeto do adversário, que tentava explorar as descidas com os rápidos Gabriel Jesus e Dudu. As sucessivas faltas, que renderam cartões para os dois lados, também fizeram com que o jogo ficasse mais parelho e sem tantas chances reais antes do intervalo.

Na volta para a segunda etapa, os palmeirenses apostaram nas entradas de Moisés e Rafael Marques. Com a dupla, os visitantes cresceram de produção novamente pressionaram mais. O time são-paulino colocou todos os jogadores no campo de ataque para tentar deixar o rival sem alternativas, mas ainda assim o rival conseguiu levar perigo nos chutes de longe. Então, assim como nos primeiros 45 minutos, os mandantes neutralizaram o Palmeiras e trataram de rondar a grande área para ampliar a vantagem. Fernando Prass, no entanto, apareceu bem para contar as investidas dos donos casa.

Aos 15 minutos, Ganso teve espaço na entrada da área, soltou a bomba, e o goleiro fez boa defesa. Mais tarde, aos 22, em contra-ataque, o Maestro cruzou na medida, Centurión desviou de cabeça, e Fernando Prass espalmou para escanteio. No minuto seguinte, de novo o arqueiro impediu que as redes balançassem: Thiago Mendes avançou pelo meio e arriscou de fora da área, o goleiro se esticou todo e fez linda defesa! Sem deixar o ritmo cair, o Tricolor manteve o rival acuado no campo de defesa e exigiu bastante de Prass. Aos 24, Ganso cobrou escanteio, Maicon testou firme de cabeça, e o arqueiro salvou os visitantes mais uma vez.

A intensidade dos mandantes não permitia que o arquirrival gostasse do jogo e tentasse o empate. O Tricolor mantinha a postura ofensiva e não deixava espaços. Kelvin também tentou dar mais tranquilidade ao triunfo em chute da intermediária, mas Prass impediu. Patón ainda promoveu as entradas de João Schmidt, Ytalo e Rogério, que deram conta do recado e mantiveram a superioridade são-paulina. Com  segurança, o São Paulo administrou a vantagem, manteve a invencibilidade sobre o Palmeiras no Morumbi e venceu o seu primeiro clássico na temporada com uma convincente atuação: 1 a 0.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>